CONHECIMENTO DAS ADOLESCENTES SOBRE ANTICONCEPCIONAIS ORAIS EM UMA ESCOLA DE ENSINO MÉDIO DO MUNICIPIO DE AMORINÓPOLIS – GO

Ana Carla F. Santos, Tainara Moreira Reis, Vanusa Cristina de Carvalho Oliveira, Daniela Samara Nogueira, Eda Jaqueline Barros, Ricardo de Miranda Mota, Brenda de Oliveira M. Mendonça

Resumo


Estudo transversal, descritivo de natureza quantitativa, que teve por objetivo identificar o nível de conhecimento das adolescentes, sobre métodos contraceptivos orais e sua utilização com adolescentes do sexo feminino, matriculadas no ensino médio da Instituição Pública da Rede Básica de Ensino (IPEB), do município de Amorinópolis-GO. A amostra do estudo foi composta por 40 adolescentes com idade mínima de 14 anos e máxima de 19 anos de idade que compareceram no Colégio para realizarem o preenchimento do questionário no período de Setembro de 2014. Os resultados observados foram que as adolescentes têm pouco conhecimento sobre anticoncepcionais orais e sua utilização, ou seja, das 40 adolescentes entrevistadas (18,6%) responderam conhecer sobre os métodos e entre os métodos contraceptivos mais utilizados estão o anticoncepcional oral e o preservativo masculino, ambos com (14,2%). Quando perguntadas sobre o início do uso do anticoncepcional oral (35%) não souberam responder e sobre os benefícios dele, (39,5%) responderam que regula o ciclo menstrual, mas (29,6%) responderam que previne doenças sexualmente transmissíveis.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.