ACESSIBILIDADE DE PORTADORES DE DEFICIÊNCIA FÍSICA OU MOBILIDADE REDUZIDA NA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE JONAS MANOEL DIAS EM SÃO LUÍS DE MONTES BELOS - GO

Daniele Cristina Nascimento Silva, Thaynara Macedo Silva, Mariane Santos Nogueira, Rafael M. Custódio Mendonça, Pedro Henrique Faria Valente, Rafael Ferraz Araújo, Aleandro Geraldo Alves, Fernanda A. Vargas de Brito e Alves

Resumo


As pessoas com deficiência apresentam limitações físicas, sensoriais ou mentais que podem acarretar dificuldades e impossibilidades na execução de tarefas simples, dificultando o deslocamento de um lugar para o outro. A acessibilidade consiste em um dos fundamentos principais para a qualidade de vida e o pleno exercício da cidadania pelas pessoas portadoras de deficiências. O objetivo da pesquisa foi avaliar as condições ergonômicas de acessibilidade dos portadores de deficiências físicas ou com mobilidade reduzida em uma unidade de saúde. Este estudo de caráter quantitativo e descritivo foi realizado Na Unidade Básica de Saúde Jonas Manoel Dias, na cidade de São Luís de Montes Belos, estado de Goiás. Foram examinados os seguintes itens: acesso principal a edificação, sanitários e consultórios. Estes itens foram confrontados com a NBR 9050 da ABNT. A partir da análise dos parâmetros, foram verificadas irregularidades como ausência de piso antiderrapante e corrimões na rampa de acesso, falta de sinalização da acessibilidade, presença de altura inferior do assento e das barras horizontais nos sanitários. Conclui-se que a escassez da acessibilidade nos serviços de saúde interfere no direito de ir e vir do cidadão, comprometendo sua qualidade de vida.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.