INCIDÊNCIA DOS SINTOMAS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM DO HOSPITAL SANTA GEMMA/AFMBS

Isneander Silva, Natan Alves, Mariane Nogueira, Rafael Mendonça, Fernanda Alves, Aleandro Alves, Pedro Valente, Thayza Araújo, Eduardo Souza, Renata Cunha, Marília Pires, Marcelo Fantinati

Resumo


As doenças osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT) são distúrbios nas estruturas musculoesqueléticas, causadas pelo processo crônico no trabalho. Caracterizada pela ocorrência de vários sintomas, como dor, dormência, peso, fadiga, geralmente nos membros superiores, sendo considerado um problema de saúde pública. O trabalho de forma inadequada vem causando alterações físicas em profissional de enfermagem, onde foi demonstrada a importância da avaliação dos principais sintomas osteomusculares relacionados ao trabalho da equipe de enfermagem do Hospital Santa Gemma/AFMBS. Os dados foram coletados por meio de visitas e um questionário sobre os principais sintomas osteomusculares relacionados com o trabalho. Desde que os participantes foram entrevistados pelos pesquisadores, os dados coletados permitiram identificar que a equipe tem relatado sintomas osteomusculares nos últimos 12 meses. A região com maior prevalência do sintoma de dor foi região dorsal inferior, seguido de joelhos e tornozelos/pés. Pôde- se concluir que a equipe de enfermagem do Hospital Santa Gemma tem maior incidência de dor na parte inferior das costas, joelhos e tornozelos/pés.

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXANDRE, N.M.C. Aspectos ergonômicos relacionados com o ambiente e equipamentos hospitalares. Revista Latino-americano enfermagem, Ribeirão Preto, vol.6, num.4, pag.103-109, outubro, 1998.

AZAMBUJA, M. I. R.; TSCHIEDEL, P. S. N.; KOLINGER, M. D. D. Síndrome Miofascial e Síndrome de Dor Regional Complexa em Pacientes com LER/DORT Atendidos em Ambulatório de Saúde do Trabalhador do SUS – Identificação e Caracterização Clínica dos Casos. Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, Belo Horizonte, vol.2, num.3, pag.176-184, jul/set, 2004.

BACKES, D. S.; BACKES, M. S.; SOUSA, F. G. M.; ERDMANN, A. L. O papel do enfermeiro no contexto hospitalar: A visão de profissionais de saúde. Revista Ciência, Cuidado e Saúde, Jul/Set, vol.7, num.3, pag.319-326, 2008.

BARBOSA, M. S. A.; SANTOS, R. M.; TREZZA, M. C. S. F. A vida do trabalhador antes e após a Lesão por Esforço Repetitivo (LER) e Doença Osteomuscular Relacionada ao Trabalho (DORT). Revista Brasileira de Enfermagem, vol.60, num.5, pag.491-6, 2007.

BARBOSA, V. Q. Intervenções nas condições geradoras de agravos as estruturas ósseas, articulares e musculares do trabalhador de enfermagem. Revista de Pesquisa: Cuidado Fundamental Online, Ed.Supl. vol.2, pag.582-585, 2010.

BARBOZA, M. C. N.; MILBRATH, V. M.; BIELEMANN, V. M.; SIQUEIRA, H. C. H. Doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho (DORT) e sua associação com a enfermagem ocupacional. Revista Gaúcha de Enfermagem, Porto Alegre (RS) 2008.

AVALCANTE, C.A.A.; ENDERS, B.C.; MENEZES, R.M.P.; MEDEIROS, S.M. Riscos ocupacionais do trabalho em enfermagem: Uma análise contextual. Revista Ciência, Cuidado e Saúde. Maringá, vol.5, num.1, 2006.

DAMASCENO, D. D.; SANTOS, A. A. A.; ROCHA, A. F.; ROCHA, D. D. Fatores que predispõem a equipe de enfermagem às lesões osteomusculares no exercício das atividades laborais. Revista de Divulgação Científica. Rio Grande do Norte ano 27, vol.1, 2011

DELIBERATO, P. C. P.; Fisioterapia Preventiva: Fundamentos e

Aplicações. Editora Manole. Barueri-SP, 2002.

FERREIRA, C. G.; KUSMA, S. Z.; DITTERIC H, R. G. Qualidade de vida e o trabalho sob a ótica da equipe de enfermagem em um serviço de urgência e emergência. Revista Gestão & Saúde, Curitiba, vol.1, num.2, pag.17-25. 2009.

REITAS, J. R. S.; LUNARDI, W. D. F.; LUNARDI, V. L.; FREITAS, K. S. S. Distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho em profissionais de enfermagem de um hospital universitário. Revista Eletrônica Enfermagem, 2009.

GALLIZA, T. A.; GOETTEN, A. S. Os benefícios da ginástica laboral na prevenção dos distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho. Ágora: Revista de Divulgação Cientifica, ISSN 2237-9010, Mafra, vol. 17, num. 1, 2010.

GARANHANI, M. L.; MARTINS, J. T.; ROBAZZI, M. L. C. C.; GOTELIPE, I. C. O trabalho de enfermagem em unidade de terapia intensiva: significados para técnicos de enfermagem. Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas (SMAD), vol.4, num.2, pag.1-15, 2008.

GURGUEIRA, G.P.; ALEXANDRE, N.M.C.; FILHO, H.R.C. Prevalência de sintomas músculo esquelético em trabalhadoras de enfermagem. Revista Latino- Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 11, n. 5, 2003.

GUTTERRES, C. M. F.; BARFKNECHT, K. S. Terapia ocupacional nas

LER/DORT. Boletim da Saúde, Porto Alegre, vol.19, num.1, Jan./Jun. 2005.

JUNIOR, R. R. Protocolo de diagnóstico e tratamento das LER/DORT.

Boletim Saúde, Porto Alegre, vol.19, num.1, jan/jun, 2006.

MAGNAGO, T. S. B. S.; LISBOA, M. T. L.; GRIEP, R. H.; ZEITOUNE R. C. G.; TAVARES, J. P. Condições de trabalho de profissionais da enfermagem: avaliação baseada no modelo demanda-controle. Acta Paulista de Enfermagem, vol.23, num.6, pag.811-7, 2010.

MENDES, L. F.; LANCMAN, S. Reabilitação de pacientes com LER/DORT: contribuições da fisioterapia em grupo. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, São Paulo, vol.35, num.121, 2010.

MUROFUSE, N. T.; MARZIALE, M. H. P. Doenças do sistema osteomuscular em trabalhadores de enfermagem. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, vol.13, num.3, 2005.

PEDUZZI, M.; ANSELMI, M. L. O processo de trabalho de enfermagem: a cisão entre planejamento e execução do cuidado. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, vol.55, num.4, pag.392-398, Jul./Ago. 2002.

PINHO, L.; ARAÚJO, M. G. F.; GOES, S. R.; SAMPAIO, R. F. Dores na coluna em profissionais de enfermagem. Acta Fisiátrica, vol.8, num.2, pag.75-81,2001.

RENNER, J. S. Prevenção de Distúrbios Osteomusculares Relacionados aoTrabalho. Boletim da Saúde, Porto Alegre, vol.19, num.1, Jan./Jun. 2005.

ROSA, A. F. G.; GARCIA, P. A.; VEDOATO, T.; CAMPOS, R. G.; LOPES, M. L. S. Incidência de LER/DORT em trabalhadores de enfermagem. Acta Scientiarum. Health Sciences, vol.30, num.1, pag.19-25, 2008.

SANCHES, E. N., CUTOLO, L. R. A., SOARES, P., SILVA, R. M. Organização do trabalho, sintomatologia dolorosa e significado de ser portador de LER/DORT. Revista Psicologia Argumento, vol.28, num.63, pag. 313-324, out./dez, 2010.

SÁPIA, T.; FELLI, V. E. A.; CIAMPONE, M. H. T. Problemas de saúde de trabalhadores de enfermagem em ambulatórios pela exposição a cargas fisiológicas. Acta Paulista de Enfermagem, vol.22, num.6, pag.808-13, 2009.

SCHWAB, S.; STEFANO, S. R. Acidentes no trabalho e programas de prevenção nas indústrias de médio e grande porte. Revista Eletrônica Lato Sensu– UNICENTRO. Ed.6, 2008.

SOUZA, A. C.; COLUCI, M. Z. O.; ALEXANDRE, N. M. C. Sintomas osteomusculares em trabalhadores da Enfermagem: Uma revisão integrativa. Ciência, Cuidado e Saúde, vol.8, num.4, pag.683-690, Out/Dez. 2009.

SOUZA, C. S.; LIMA, S. J. L.; ANTUNES C. E.; SCHUMACHER, K. P.; MOREIRA, R. C. S.; ALMEIDA N. T. Riscos ergonômicos ósteo-mioesqueléticos na equipe de enfermagem em âmbito hospitalar. Revista eletrônica trimestral de Enfermaria, num.23, Julho 2011.

VARELA, C. D. S.; FERREIRA, S. L. Perfil das trabalhadoras de enfermagem com diagnóstico de LER/DORT em Salvador-Bahia1998-2002.Revista Brasileira de Enfermagem, vol.57, num.3, pag.321-5, Brasília (DF), Maio/Jun. 2004.

VIEIRA, V. L. M.; IKARI, T. E.; LOFFREDO, M. C. M. Verificação de LER/DORT em Prontuários de Fisioterapia. Saúde em Revista, Piracicaba, vol.7, num.15, pag.27-31, 2005.

ZANON, E.; MARZIALE, M. H. P. Avaliação da postura corporal dos trabalhadores de enfermagem na movimentação de pacientes acamados. Revista Escola de Enfermagem USP, vol.34, num.1, pag. 26-36, mar. 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.