EXAME COLPOCITOLÓGICO (PAPANICOLAU): O CONHECIMENTO DAS MULHERES SOBRE O PREVENTIVO NO COMBATE DO CÂNCER DE COLO DO ÚTERO

Julyane Alves, Wanessa Oliveira, Brenda Mendonça, Vanusa Oliveira, Daniela Nogueira, Eda Barros, Ricardo Mota, Bruna Monteiro, Vanessa Gonçalves, Sirlene Guimarães

Resumo


Estudo de revisão da literatura acerca do exame colpocitológico (Papanicolaou), objetivando identificar na literatura o conhecimento das mulheres sobre o preventivo no combate do câncer do colo do útero, e quais os motivos que as impedem de realizar o exame e os motivos que as levam a realizar. De um total de78, foram analisados 33 artigos. Verificou-se que 73% das mulheres não tinham conhecimento e 27% tinha conhecimento acerca do exame citopatológico como prevenção do Câncer de Colo do Útero, maior frequência que as levam a realização foi à presença de queixas ginecológicas e a não realização são os sentimentos de vergonha, medo e desconforto. Conclui-se que mesmo com os esforços para melhorar o rastreamento do câncer do colo do útero devem estar focados no conhecimento das mulheres e na diminuição dos fatores contribuintes para a não realização do exame de Papanicolaou.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL, Ministério da Saúde (BR). Portaria n° 2.048/2009. Aprova o Regulamento do Sistema Único de Saúde. [citado em 2011 abr 1]. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/regulamento_sus_240909.pdf.

BRASIL, Ministério da Saúde e Instituto Nacional do Câncer (MS/INCA). Abordagens Básicas Para o Controle do Câncer. 2° Ed. Revista e Atualizada 2012.

BRASIL, Ministério da Saúde. ABC do câncer: abordagens básicas para o controle do câncer/Instituto Nacional do câncer. Rio de Janeiro: INCA, 2011.

BRASIL, Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica n°. 13. Controle dos Cânceres do Colo do útero e da Mama.Brasília. 2006, p.23-24, 45-47, 50, 58(b).

BRASIL, Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer José de Alencar. Coordenação Geral de Ações Estratégicas. Coordenação de Prevenção e Vigilância. Estimativa 2012: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro; 2011. 118 p.

BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de atenção a saúde. Departamento de atenção básica. Controle dos cânceres do Colo do útero e da Mama. 2ª Ed. Brasília-Df, 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer. Estimativa 2010: incidência do câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA; 2009 [citado 2010 Jul]. Disponível em:

BRASIL. Plano de ação para redução da incidência e mortalidade por câncer do colo do útero: Sumário executivo. Instituto Nacional de Câncer. – Rio de Janeiro: INCA,2010b. Disponível em: www1.inca.gov.br/inca/arquivos/Livro_DARAO_utero.pdf. Acesso em: 05 Set. 2013.

BRITO, C.M.S; NERY, I.S; TORRES, L.C. Sentimentos e expectativas das mulheres acerca da Citologia Oncótica. RevBrasEnferm. 2007;60(4):387-90.

CHUBACI, R.Y.S; MERIGHI, M.A.B; YASUMORI, Y. A mulher japonesa vivenciando o câncer cérvico-uterino: um estudo de caso com abordagem da fenomenologia social. RevEscEnferm USP. 2005;39(2):189-94.

CIRINO, F.M.S.B; NICHIATA, L.Y.I; BORGES, A.L.V. Conhecimento, Atitude e práticas naprevenção do Câncer de Colo Uterino e HPV emadolescentes.Esc Anna Nery RevEnferm. 2010 jan-mar; 14 (1): 126-

DAVIM, R.M.B; TORRES, G.V; SILVA, R.A.R; SILVA, D.A.R.Conhecimento de mulheres de uma Unidade Básicade Saúde da cidade de Natal/RN sobre o exame de Papanicolau. RevEscEnferm USP. 2005;39(3):296.

DOMINGOS, A.C.P; MURATA, I.M.H; PELLOSO, S.M; SCHIRMER, J;

CARVALHO, M.D.B. Câncer do colo do útero: comportamento preventivo

de auto-cuidado à saúde. CiencCuidSaude 2007;6:397-403.

DUAVY, L.M; BATISTA, F.L.R; JORGE, M.S.B; SANTOS, J.B.F. A percepção da mulher sobre o exame preventivo do câncer cérvico-uterino: estudo de caso. Ciênc Saúde Coletiva. v.12, n.3 p.733-42, 2007.

FERNANDES, J.V; RODRIGUES, S.H.L; COSTA, Y.G.A.S; SILVA, L.C.M;

BRITO, A.M.L; AZEVEDO, J.W.V; NASCIMENTO, E.D; AZEVEDO, P.R.M; FERNANDES, T.A.A.M. Conhecimentos, atitudes e prática do exame de Papanicolaou por mulheres, Nordeste do Brasil. Rev. Saúde Pública [online]. v.43, n.5, pp. 851-858, 2009.

FERREIRA, M.L.S.M; OLIVEIRA, C. Conhecimento e significado para funcionárias de indústrias têxteis sobre prevenção do câncer de colo uterino e detecção precoce do câncer de mama. RevBrasCancerol. V.52; n.1, p.5-15, 2006.

FLORIANO, M. I.; ARAÚJO, C. S. A.; RIBEIRO, M. A. Conhecimento sobre fatores de risco associados ao câncer do colo uterino em idosas em Umuarama-PR. Arq.Ciênc. SaúdeUnipar, Umuarama, v. 11, n. 3, p. 199-203, set/dez. 2007.

GAMARRA, C.J; PAZ, E.P.A; GRIEP, R.H. Conhecimento, atitudes e prática do exame de papanicolaou entre mulheres argentinas. Rev Saúde Pública. 2005; 39(2):270-6.

GARCIA, C.L; PEREIRA, H.C; MARINHO, M.N.A.S.B. Percepções das mulheres acerca do exame de prevenção do câncer cérvico-uterino. RBPS, Fortaleza, 23(2): 118-125, abr./jun., 2010.

GREENWOOD, S.A; MACHADO, M.F.A.S; SAMPAIO, N.M.V. Motivos que levam mulheres a não retornarem para receber o resultado de exame Papanicolaou. Rev Latino-Am Enfermagem. 2006 julho-agosto; 14(4):503-9.

GUIMARÃES, J.A.F; AQUINO, P.S; MOURA, J.G. Pesquisa Brasileira Sobre Prevenção do Câncer de Colo Uterino: Uma Revisão Integrativa. Rev Rene, v.13, n.1, p.220-30, 2012

HACHKENHAAR, A.A; CESAR, J.Á; DOMINGUES, M.R. Exame citopatológico e colo uterino em mulheres com idade entre 20 e 59 anos em Pelotas, RS: prevalência, foco e fatores associados à sua não realização. RevBrasEpidemiol. 2006;9(1):103-11.

Instituto Nacional de Câncer (Brasil). Câncer no Brasil: dados dos registros de basepopulacional, vol. IV. Rio de Janeiro: INCA; 2010. 487 p.

MARTINS, L.F.L; THULER, L.C.S; VALENTE, J.G. Cobertura do exame de Papanicolaou no Brasil e seus fatores determinantes: uma revisão sistemática da literatura. RevBrasGinecol Obstet. 2005; 27(8):485-492.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Instituto Nacional de Câncer-INCA. Ações de enfermagem para o controle de câncer: uma proposta de integração ensino- serviço. Brasília,2008.

NAKAGAWA, J.T; ESPINOSA, M.M; BARBIERI, M; SCHIRMER, J. Carcinoma do colo do útero: taxa de sobrevida e fatores prognósticos em mulheres no Estado de Mato Grosso.Acta paul. enferm. [online]., vol.24, n.5, pp. 631-637, 2011.

NASCIMENTO, L.C; NERY, I.S; VELOSO, L.C; VERAS, J.M.M.F. Motivos para realizar o exame papanicolaou durante a consulta de enfermagem. 61° Congresso Brasileiro de 2009. Disponível em: HTTP: WWW.abeneventos.com.br/anais_61cben/files/01438.pdf [ acessado em: 25 fev 2010].

NOVAES, H.M.D, BRAGA, P.E, SCHOUT, D. Fatores associados à realização de exames preventivos para câncer nas mulheres brasileirãs

PNAD 2003. Ciênc saúde coletiva, v.11, p.1023-3, 2006.

NOVAES, Hillegonda Maria Dutilh. A vacina contra HPV e o câncer de colo de útero: desafios para a sua incorporação em sistemas de saúde. Rev. bras. epidemiol. [online]. v.11, n.3, pp. 524-525, 2008.

OLIVEIRA, M.M.H.N; SILVA, A.A.M; BRITO, L.M.O; COIMBRA, L.C.Cobertura e fatores associados à não realização doexame preventivo de Papanicolaou em São Luiz,Maranhão. RevBrasEpidemiol. 2006;9(3):325-34.

OLIVEIRA, M.M; PINTO, I.C. Percepção das usuárias sobre as ações de Prevenção do Câncer do Colo do Útero na Estratégia Saúde da Família em uma Distrital de Saúde do município de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. Rev. Bras. Saúde Matern. Infant., Recife, 7 (1): 31-38, jan. / mar., 2007.

OLIVEIRA, S.L; ALMEIDA, A.C.H.A. Percepção das mulheres frente ao exame de papanicolaou: da observação ao atendimento. CogitareEnferm. v.14, p.518-26, 2009.

PELLOSO, S.M; CARVALHO, M.D.B; HIGARASHI, I.H. Conhecimento das mulheres sobre o câncer cérvicouterino. Acta Sci Health Sci. 2004;26(2):319-24.

PESSINI. A.S; SILVEIRA, G.P.G. Câncer genital feminino. In: Duncan BB, Schmidt MI, Giugliani, ERJ. Medicina Ambulatorial: con-dutas de atenção primária baseadas em evidências. 3ª Ed. Porto Alegre (RS): Artmed; 2006. p.470-80.

PINHO, A.A; JUNIOR, F.I; SCHRAIBER, L.B; D’OLIVEIRA, A.F.P.L. Cobertura e motivos para a realização ou não do teste de Papanicolaou no Município de São Paulo. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 19(Sup. 2):S303-S313, 2003.

serviço. Brasília, 2008.

SILVA, D.W; ANDRADE, S.M; SOARES, D.A; TURINI, B; SCHNECK, C.A; LOPES, M.L.S. Cobertura e fatores associados com a realização do exame Papanicolaou em município do Sul do Brasil. RevBrasGinecol Obstet. 2006;28(1): 24-31.

SILVEIRA, C.F; MELO, M.M; RODRIGUES, L.R; PERREIRA, B.D.M. CONHECIMENTO DE MULHERES DE 40 A 60 ANOS SOBRE O

PAPILLOMAVIRUS HUMANO. Rev Rene, Fortaleza, 2011 abr/jun; 12(2):309-15.

SOUZA, M.H.N; TYRRELL, M.A.R. Políticas de salud a lamujeren Brasil, 1974-2004. Rev enferm UERJ. v.19, p.70-6, 2011.

TROTTIER, H; FRANCO, E.L. The epidemiology of genital human papilomavirus infection. Vaccine, v.24, Suppl1, p.1-15,2006.

VALENTE, C.A; ANDRADE, V; SOARES, M.B.O; SILVA, S.R. Conhecimento de mulheres sobre o exame de papanicolaou. RevEscEnferm USP 2009; 43(Esp 2):1193-8.

VASCONCELOS, C. T.M.; PINHEIRO, A.K. B.; CASTELO, A.R. P.;COSTA,

L.Q; OLIVEIRA, R.G. Conhecimento, atitude e prática relacionada ao exame colpocitológico entre usuárias de uma unidade básica de saúde. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 19(1):09, jan-fev,2011.

VASCONCELOS, C.T.M. Efeitos de uma intervenção educativa na adesão das mulheres à consulta de retorno para receber o exame Papanicolaou [dissertação]. Fortaleza (CE): Universidade Federal do Ceará. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; 2008.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). WHO GUIDANCE NOTE. Comprehensive cervical câncer prevention and control: healthier future for girls and women, Geneva, 2013.

YANG, S; ZHANG J.J; HUANG, X.Y. Orai1 and STIM1 are critical for breast tumor cell migration and metastasis. Cancer Cell. 2009;15(2):124–134. [PubMed].


Apontamentos

  • Não há apontamentos.