AVALIAÇÃO DO SISTEMA RADICULAR DE PINHÃO MANSO EM DIFERENTES NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADA

Fernando Rezende da Costa, Marciana Cristina da Silva, Adão Wagner Pêgo Evangelista, Flavio de Oliveira Rosa, Jose Alves Junior, Vinicius Silva Vilela

Resumo


O: A cultura do pinhão manso e uma alternativa na produção de óleo vegetais para o Programa Brasileiro de Biodiesel tornando uma alternativa importante de renda. Com o objetivo avaliar a distribuição do sistema radicular de plantas de pinhão manso (Jatropha curcas L.) com dois anos de plantio na região do Cerrado Goiano irrigados com vários níveis de irrigação localizada por microaspersão. Manejo foi realizado com base nos valores de evaporação do tanque Classe A (ECA) com os tratamentos de irrigação N0 = testemunha; N80 = 80% da ECA; N120 = 120% da ECA). As amostras foram coletadas em cinco posições, sendo duas na linha de plantio e três perpendiculares nas distancias de: 0,25 m, 0,75 m e 1,5 m) em relação ao caule, e em três profundidades: 0,0 à 0,25 m, 0,25 à 0,50 m e 0,50 à 1,0 m, sendo 15 amostras por planta com quatro repetições totalizando 240 amostras. O pinhão manso apresentou maior concentração de raízes nas camadas de 0 a 40 cm com projeção de 60 cm de diâmetro em relação ao caule, também com presença dos maiores diâmetros de raízes nesta faixa. Houve a presença de volume expressivo de raízes finas a 60 cm de profundidade podendo ser recomendado a adoção desta profundidade para fins de irrigação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.